150 Pontos de Cultura em comunidades indígenas, incluindo São Gabriel

Pessoal, abaixo um release do Ministério da Cultura sobre a criação de pontos de cultura em comunidades indígenas. Uma das regiões prioritárias é São Gabriel da Cachoeira. Os pontos incluem a instalação de computadores com acesso a internet, filmadoras e máquinas fotográficas nas aldeias, dando um gás ainda maior nesse movimento de valorização cultural através das novas tecnologias. Lançamento rola depois de amanhã (16/4/09), em Brasília.

---------------------------------

Em iniciativa inédita, o Ministério da Cultura (MinC), através do Programa Mais Cultura, implantará em todo o país, até 2010, 150 Pontos de Cultura Indígenas, por meio de um acordo de cooperação firmado com a Fundação Nacional do Índio (FUNAI). A primeira etapa prevê o investimento de R$ 3,6 milhões para apoiar Pontos de Cultura em 30 comunidades indígenas de cinco estados: Acre, Amazonas, Mato Grosso, Rondônia e Roraima. O anúncio será feito às 16h desta quinta-feira, 16, durante as comemorações da Semana dos Povos Indígenas, no Memorial dos Povos Indígenas, no Eixo Monumental Oeste – Praça do Buriti em Brasília, e contará com as presenças do ministro da Cultura, Juca Ferreira, e do presidente da FUNAI, Márcio Meira.

Outros 60 Pontos de Cultura serão implantados até o fim de 2009, e os 60 restantes até 2010. Com a implantação dos novos 150 Pontos de Cultura Indígenas, o MinC possibilita que comunidades de difícil acesso recebam recursos do Governo Federal para potencializar suas atividades, valorizando a diversidade cultural brasileira.

Diferente do processo que vem sendo adotado pelo MinC, de seleção dos Pontos de Cultura por meio de edital público – hoje já são mais de 2 mil apoiados no país, sendo 33 em comunidades indígenas – as comunidades discutirão de que forma serão implantados os Pontos de Cultura Indígenas. Para a primeira etapa, a FUNAI firmou um termo de parceria com a Associação Cultura e Meio Ambiente (ACMA) – Rede Povos da Floresta, para reunir e capacitar as comunidades indígenas dos cinco estados beneficiados. Os 30 Pontos de Cultura serão divididos em três pólos: Alto Rio Juruá (Marechal Thaumaturgo – AC), Alto e Médio Rio Negro (São Gabriel da Cachoeira - AM) e Escola dos Professores Indígenas (Rio Branco - AC). As primeiras atividades serão as Rodas de Conversa, principal estratégia da Rede Povos da Floresta para mobilizar, apresentar e validar as iniciativas pensadas junto às lideranças indígenas envolvidas.

Após as Rodas de Conversa, os Pontos de Cultura serão implantados nas comunidades, com a adequação dos espaços físicos e instalação dos equipamentos e do sistema de conexão via satélite, apoiados pelo Ministério das Comunicações, através do programa Gesac. Cada comunidade receberá um kit multimídia com computador, DVD, câmera filmadora, câmera digital fotográfica, caixas de som, microfone, etc.

Em seguida, haverá a fase de capacitação para inclusão digital e audiovisual, a ser realizada com a parceria do Ponto de Cultura Vídeo nas Aldeias, de Olinda. A última etapa consiste na socialização dos produtos culturais entre os envolvidos e realização de encontros entre os Pontos de Cultura, o que permitirá a articulação de uma rede social indígena.

De acordo com o secretário da Identidade e Diversidade Cultural, Américo Córdula, “os equipamentos que compõem o kit multimídia reforçam a tradição oral, a produção de conteúdo e a participação das comunidades na Rede Povos da Floresta, na rede de Pontos de Cultura e na rede de apoio ao Prêmio Culturas Indígenas”.

Composição do Kit Multimídia:

Computador desktop com acesso à internet banda larga, leitor e gravador de DVD, monitor 17 polegadas, teclado, mouse, par de caixas de som e placa de vídeo para edição; servidor, placa de rede, cabos, conectores, no break, web cam, fone de ouvido com microfone, placa de captura de vídeo, material para montagem de rede e estabilizador; filmadora digital, câmera fotográfica digital, microfone supercardioide, bateria para filmadora, fone de ouvido e fita minidv; kits de painel fotovoltaico, bateria, controlador de carga, módulo solar e inversor de voltagem de 12vcc para 110 V.

Lançamento dos 150 pontos de Cultura Indígenas

Além do ministro Juca Ferreira, o presidente da Funai, Márcio Meira, o secretário de Programas e Projetos Culturais, Célio Turino, o secretário da Identidade e da Diversidade Cultural, Américo Córdulaa gerente de Articulação e Integração da secretaria de Articulação Institucional, Maria Claudia Cabral, representante da Rede Povos da Floresta, Ailton Krenak, indígenas e Organizações indigenistas também estarão presentes na solenidade.

Data: 16/04/2009

Local: Memorial dos Povos Indígenas, Eixo Monumental Oeste – Praça do Buriti em Brasília

Horário: 16h

Fonte: Comunicação SID/MinC

Telefone: (61) 3316-2129

E-mail: identidadecultural@cultura.gov.br