O que é?

Este projeto tem por objetivo investigar novos caminhos para a salvaguarda de criações intelectuais de povos indígenas de modo que suas formas particulares de produção e circulação de conhecimento sugiram elas próprias os mecanismos de sua legitimação jurídica, em lugar de procurar enquadrá-las nos modelos existentes no Direito positivo.

Relatorio Final

Em anexo o relatório final do projeto.

"Can Culture Be Copyrighted?", artigo de Michael Brown

"Can Culture Be Copyrighted?", artigo de Michael Brown

Penduro em anexo artigo comentado do antropólogo Michael Brown chamado “Can Culture Be Copyrighted?”, ou numa tradução tosca “É possível haver direito autoral sobre a cultura?”. Traduzi e resumi a apresentação do artigo, que infelizmente só achei em inglês. Na sequência vários outros pesquisadores comentam o artigo, alguns pró outros contra, bem interessante.

“Quando não sabe aquele conhecimento profundo, a história é como se fosse romance", Feliciano Lana, Desana

“Quando não sabe aquele conhecimento profundo, a história é como se fosse romance", Feliciano Lana, Desana

“Quem não sabe história, não pode rezar não. A história mitológica tem fundo. Quando não sabe aquele conhecimento profundo, a história é como se fosse romance”, Feliciano Lana, Desana. O quadro abaixo mostra a evolução das cinco gerações Desana desde o surgimento do mundo até a atualidade. O trabalho faz parte do projeto Bayawi de resgate da língua Desana, coordenador por José Maria Lana, a apresentação completa feita por ele está em http://ct.socioambiental.org/encontrodia2

"A tecnologia tem outro tom", depoimento de Higino Tuyuka

"A tecnologia tem outro tom", depoimento de Higino Tuyuka

Durante o Encontro, Higino Tuyuka em um belo depoimento fez a crítica ao uso da tecnologia pelos povos indigenas na estratégia de revitalização cultural. Enquanto transcrevia os relatos, resolvi puxar esse trechinho para colocar em destaque:

150 Pontos de Cultura em comunidades indígenas, incluindo São Gabriel

Pessoal, abaixo um release do Ministério da Cultura sobre a criação de pontos de cultura em comunidades indígenas. Uma das regiões prioritárias é São Gabriel da Cachoeira. Os pontos incluem a instalação de computadores com acesso a internet, filmadoras e máquinas fotográficas nas aldeias, dando um gás ainda maior nesse movimento de valorização cultural através das novas tecnologias. Lançamento rola depois de amanhã (16/4/09), em Brasília.

---------------------------------

Encontro de Culturas - dia 2

Encontro de Culturas - dia 2

Pessoal, dando continuidade ao longo trabalho de transcrição e edição do Encontro de Culturas, segue o relato do segundo dia, 5a feira (26/3/2009). Houve as apresentações dos Yanomami e dos Kotiria do Rio Uaupés pela manhã.
À tarde, apresentaram-se os Tariano e Tukano de Iauaretê, com o projeto de registro da Cachoeira das Onças como patrimônio imaterial pelo Iphan, e os Desana com o projeto Bayawi de resgate da língua Desana.

APRESENTAÇÃO YANOMAMI

O DILEMA INSUPERÁVEL: REGISTRAR PARA O FUTURO OU APAGAR A LEMBRANÇA DOS MORTOS?

Encontro de Culturas - dia 1

Encontro de Culturas - dia 1

Pessoal, abaixo segue mais um dia de conversas do Encontro de Culturas em São Gabriel, resultado da transcrição e edição das gravações de áudio. As falas estão um tanto editadas, então fiquem a vontade para reparar o que entenderem.

Yanomami na Wikipédia

Yanomami na Wikipédia

Destaquei a apresentação dos Yanomami durante a Oficina Digital no Telecentro, em que editamos a página da Wikipedia onde constavam informações caluniosas sobre o grupo.
Em anexo penduramos alguns slides mostrando o histórico das alterações, quem fez e como ficou.

Apresentação Yanomami

O banco de dados Mukurtu Wumpurrarni-kari

O banco de dados Mukurtu Wumpurrarni-kari

Ronaldo Lemos do CTS/FGV nos mandou essa dica de projeto: aborígenes na Austrália desenvolveram seu próprio banco de dados, integrando seus protocolos culturais e restrições de acesso ao conhecimento à própria ferramenta digital. Abaixo traduzi um trecho do release deles: